Governo do Estado paga abono salarial aos profissionais da educação estadual

 

O Governo do Estado paga o abono salarial aos profissionais da educação estadual. O valor deve ser creditado, ainda nesta  quinta-feira (30), nas contas de mais de 22 mil professores e administrativos dos quadros da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O governador Wellington Dias, cumprindo o compromisso firmado com os profissionais da educação estadual, creditou o valor nas contas tão logo o pagamento foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

“O valor correspondente ao abono, aprovado pela Assembleia, foi creditado nas contas dos professores. É um saldo para que a gente cumpra a regra dos 70% do Fundeb, mas com benefício para os professores”, destacou o chefe do Executivo piauiense.

O abono salarial do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) relativo ao ano em curso, provém da obrigatoriedade da aplicação de 70% do fundo na remuneração do profissional do magistério.

O cálculo para pagamento do abono salarial é obtido da seguinte forma:

Calcula-se 70% do valor total do Fundeb no ano e subtrai do valor que foi utilizado para pagar o salário dos profissionais da educação. Se houver diferença positiva, ou seja, margem para chegar aos 70%, então é possível rateio.

O cálculo é o mesmo, porém os valores dependem de cada município ou estado, visto que cada um possui valores de salários e quantidade de profissionais diferentes.

“Para nossa Rede Estadual, tivemos uma margem de 62 milhões, que foi dividida para mais de 22 mil profissionais, seguindo todas as regras do Fundeb. Felizmente, nós tivemos saldo para o rateio e contamos com a autorização do Governo para conceder em forma de abono”, explicou o secretário da Educação, Ellen Gera.

Mais de Geral